Soluções de armazenamento para o fotógrafo profissional

O fotógrafo profissional atual tem uma miríade de ferramentas digitais à sua disposição para criar conteúdo com mais facilidade e com melhores resultados do que nunca. Já se foram os dias em que era preciso ter uma sala escura, produtos químicos e papéis caros com tratamento especial que os fotógrafos usavam para produzir fotos, a revolução digital mudou tudo isso. Agora os resultados são instantâneos, graças às câmeras digitais e ao armazenamento digital, e os fotógrafos não precisam esperar a revelação das fotos para poder vê-las.

Quer você seja um profissional experiente ou seja um novato na fotografia, este artigo cobrirá as ferramentas as ferramentas que facilitam o seu trabalho e ajudam a obter os melhores resultados. Vamos presumir que você já escolheu as melhores câmeras digitais para as suas necessidades e vamos nos concentrar no armazenamento digital, como gerenciar a sua biblioteca de trabalhos, como editar e otimizar imagens e como arquivar e compartilhar com outras pessoas. Vamos explorar e responder algumas perguntas comuns que muitos fotógrafos têm, como:

Compreendendo o armazenamento de fotos

Unidade de Estado Sólido (SSD) x Disco Rígido (HDD)
Se você perguntar à maioria dos fotógrafos, eles dirão que você nunca conseguirá ter armazenamento suficiente. Isso acontece porque os fotógrafos querem manter a maioria do seu trabalho e não querem se desfazer de nenhuma imagem que possa ser usada. Eles também querem ter 2 a 3 cópias backup do seu trabalho para ter certeza de que suas imagens estão protegidas em caso de alguma catástrofe imprevista, como falha da unidade ou danos acidentais. Para enfrentar os desafios dos fotógrafos, existem algumas boas soluções de HDD e SSD disponíveis.

HDD para fotografia
Os HDDs são a maneira mais econômica de armazenar muitos arquivos, porque estão disponíveis em capacidades imensas (até 18 TB em uma única unidade). As unidades de disco rígido são também excelentes para arquivamento, porque são projetadas para armazenar dados com confiabilidade por longos períodos de tempo.

SSD para fotografia
Existem também os SSDs para fotografia, que têm um custo por TB maior do que os HDDs, mas eles transferem e acessam os dados com mais rapidez. Os SSDs têm também a vantagem de serem leves e duráveis em deslocamentos.

À medida que você enche as unidades com o seu trabalho, elas se tornam arquivamento em si, e você pode organizá-los e armazená-los como achar apropriado. Quando precisar de mais armazenamento, você pode simplesmente comprar mais ou apagar um armazenamento existente para receber o novo trabalho, ou pode manter os seus dados como um backup físico do seu trabalho. Além disso, você pode compilar todas as suas "pequenas" unidades em uma grande unidade para facilitar a organização.

Cartões SD e microSD

As câmeras antigas baseadas em filmes se tornaram ultrapassadas e deram espaço para as câmeras digitais que podem armazenar centenas ou até mesmo milhares de fotos de alta qualidade usando um cartão de memória flash removível. Esses cartões SD e microSD vêm em uma variedade de velocidades e capacidades. Basta escolher um que seja compatível com o seu dispositivo. Nós sugerimos que você compre um cartão que seja mais rápido do que a classificação da sua câmera. Um cartão mais rápido vai acelerar o seu fluxo de trabalho quando for a hora de descarregar as suas fotos.

Os cartões SD entraram em cena primeiro, e têm tamanho ligeiramente maior do que os cartões microSD. Na verdade, a maioria dos cartões microSD é vendida com um adaptador de cartão SD para que possam ser usados em leitores SD padrão. A funcionalidade entre os dois formatos permanece essencialmente a mesma. O microSD, menor, é usado em dispositivos compactos, como smartphones, consoles de jogos portáteis e tablets, enquanto muitas câmeras são equipadas com um slot de cartão SD que aceita cartões SD e microSD (com um adaptador).

Descarregando e fazendo backup do seu trabalho

O armazenamento flash removível na sua câmera começa a se encher à medida que você faz fotos. O número de fotos que você pode armazenar depende da resolução da foto que você definiu. Fotos em HD (High Resolution, alta resolução) vão encher um cartão mais rapidamente do que fotos SD (Standard Definition, definição padrão), porque seu tamanho é muito maior.

Muitos fotógrafo preferem fotografar no formato RAW, com uma resolução muito alta. Esse método pode encher um armazenamento flash muito rapidamente. Em algum momento, o seu cartão flash atingirá a capacidade máxima e será necessário descarregar ou apagar os arquivos para abrir espaço para novas fotos.

A maioria dos fotógrafos prefere revisar seu trabalho em um laptop, tablet ou smartphone para decidir quais fotos serãom mantidas e quais serão excluídas. Depois que você tiver todas as fotos que deseja manter, você deve armazená-las em uma mídia digital que as preservará com confiabilidade, permitindo que você as edite e compartilhe com os colegas. Existem várias maneiras de fazer isso.

Manter as fotos que deseja no cartão SD, criando um arquivo (mais ou menos como manter os ‘negativos’), e inserir um cartão SD vazio em sua câmera para começar a fotografar novamente.

Escolher uma unidade portátil ou unidade flash USB que dará a você a flexibilidade de transportar o seu trabalho entre dispositivos, como de um laptop para a sua estação de trabalho no estúdio ou em casa.

Unidades de mesa externas têm armazenamento comparável a uma unidade portátil, mas residem em casa ou no escritório e têm uma maior capacidade.

Use unidades internas para uma edição mais rápida do que em unidades externas. escolha um laptop ou PC com uma unidade internas rápida ou faça um upgrade do seu dispositivo atual com uma unidade interna rápida.

Dispositivos RAID com várias unidades que podem ser transportados para trabalhos remotos e são rápidos quando se lida com quantidades imensas de dados como fotos em alta resolução ou fotos no formato RAW.

Armazenagem na nuvem permite que você faça o upload para um servidor remoto e permite que você acesse os seus arquivos onde quer que a Internet esteja disponível.

Use uma unidade compatível com Wi-Fi que descarregará as fotos de sua câmera equipada com Wi-Fi diretamente para a unidade à medida que você fotografa.

Unidades portáteis para fotógrafos

Os fotógrafos profissionais de hoje podem escolher entre uma variedade de formatos, capacidades e velocidades de armazenamento. Vamos ver alguns dos mais populares:

Unidade de disco rígido portátil

Discos rígidos portáteis são uma opção popular porque são versáteis e estão disponíveis em uma variedade de capacidades. Na maioria das vezes, são baseados em HDDs e equipados com uma interface USB, verifique qual versão de USB é apropriada para o seu computador.

  • A mais comum é USB 3.0.
  • Computadores mais novos têm conexões USB-C ou Thunderbolt, que oferecem velocidades muito maiores do que o USB 3.0.

Unidades de estado sólido portáteis

Unidades de estado sólido portáteis oferecem velocidades mais rápidas do que os HDDs, mas com capacidades inferiores, e compartilham os mesmos tipos de interface que as unidades de HDD portáteis.

  • Essas unidades são excelentes para edição de fotos no próprio SSD, devido aos tempos de resposta rápidos.
  • As unidades de estado sólido podem ser mais resilientes no campo, porque não têm peças móveis e podem resistir a pancadas ocasionais ou a quedas acidentais.

Dispositivos RAID transportáveis

Dispositivos RAID transportáveis reunem dois ou mais SSDs ou HDDs para trabalharem juntos em um gabinete especialmente projetado para fornecer grandes capacidades e maiores velocidades, dependendo da configuração RAID que você escolher.

  • Geralmente, são equipados com SSDs ou HDDs ajustados especialmente, projetados para operar em ambiente RAID sempre ligado.
Soluções de armazenamento on-line para fotógrafos

As soluções on-line são excelentes opções em termos de capacidade e flexibilidade. Aqui estão alguns elementos a se considerar:

Soluções de armazenamento on-line

Soluções de armazenamento on-line, serviços na nuvem, como Dropbox, Box® e Amazon AWS® geralmente exigem um pagamento mensal por espaço de armazenamento (e algumas vezes uma taxa de manutenção mensal), após o usuário exceder a quantidade inicial de capacidade gratuita fornecida. As fotos são carregadas para um servidor remoto e podem ser acessadas a partir de qualquer lugar, desde que você tenha acesso à internet.

Nuvem pessoal/NAS

Incentive a colaboração com a sua equipe configurando um servidor conectado à rede (NAS, Network Attached Server) – um dispositivo único com várias unidades conectado à sua rede do escritório ou de casa que permite o acesso remoto de qualquer pessoa que tenha permissão e uma conexão com a internet.

As fotos e outras mídias podem ser carregadas, editadas e compartilhadas remotamente, enquanto todos os arquivos permanecem em um único repositório on-line acessível a todos. A vantagem aqui é que não há taxas mensais, porque a configuração inicial estabelece uma conexão usando os seus próprios serviços de internet.

O fluxo de trabalho de armazenamento do fotógrafo profissional

1. Configurar a câmera e capturar as imagens

O processo do fluxo de trabalho do fotógrafo começa com uma câmera digital de qualidade. Você pode escolher entre os formatos:

  • a maioria dos fotógrafos prefere fotografar no formato RAW. As imagens RAW podem ser comprimidas e descomprimidas, e usam todos os dados capturados pelo sensor da câmera, por isso as fotos têm um tamanho de arquivo muito maior do que as fotos jpeg. As imagens RAW precisam ser editadas e processadas antes de estarem prontas para exportação, o que dá aos fotógrafos um controle total sobre a exposição, balanço de cores, resolução, entre outros.
  • O formato JPEG é um formato comprimido que pode não precisar de nenhum trabalho de pós-produção e é mais comum entre fotógrafos casuais. Dependendo da sua câmera, você pode determinar com antecedência as configurações de perfil de cores, compressão, resolução de imagem e balanço de branco usar para obter os resultados ideais sem edição de pós-produção.

2. Transferir imagens para o seu dispositivo smart ou laptop

Existem várias maneiras de transferir imagens para o seu smartphone, laptop ou tablet.

  • Conecte o cartão SD / microSD / CompactFlash / XQD / CFExpress no seu computador usando o leitor de cartões integrado ou usando um leitor de cartões compatível com USB conectado a uma porta USB disponível, ou conecte a sua câmera diretamente ao seu computador usando uma porta USB disponível.
  • Câmeras compatíveis com Wi-Fi primeiro gravam a imagem em um cartão de memória interno e depois podem descarregar as fotos diretamente para um servidor na nuvem ou para um dispositivo de armazenamento compatível com Wi-Fi. Observação: câmeras digitais não podem fazer fotografias sem um cartão de memória inserido.
  • Existem programas como Apple iPhoto®, Hedge®, Adobe Lightroom® e Adobe Bridge® (entre outros) que podem automatizar o processo e ajudar a manter os seus arquivos organizados e identificados de maneira apropriada. Esses aplicativos movem os dados com segurança e fornecem registros que confirmam que cada arquivo foi copiado com sucesso e não está corrompido. Eles também (convenientemente) reiniciam se uma transferência for interrrompida.
  • Use uma unidade portátil externa ou um array NAS para fazer backup e arquivar as fotos que desejar manter. Fazer um backup do seu trabalho para um dispositivo separado é a melhor maneira de evitar a perda ou a exclusão acidental.
  • Use a interface do seu computador para mover ou copiar os arquivos desejados para um dispositivo de armazenamento conectado enquanto exclui as fotos não desejadas, isso libera espaço no cartão para acomodar novas fotos. No entanto, esse método não é recomendado porque há um risco potencial de perda de dados. Existe também a opção de fazer um upgrade da sua capacidade interna, para que você não precise transferir arquivos com tanta frequência.

3. Editar e processar imagens

Depois que você tiver descarregado as suas imagens para um dispositivo, é hora de fazer uma avaliação de qualidade. Verifique cada foto e edite conforme a necessidade. Faça correções de cor, retoques, correções de exposição e outras alterações usando a sua ferramenta favorita de edição de fotos, como o Adobe Photoshop® ou o Lightroom.

A edição de fotos pode ser um processo demorado, dependendo do que você deseja corrigir em uma determinada imagem. Essa etapa é crucial para a separação das boas imagens daquelas que você deseja descartar. Se você não quiser jogar fora nenhuma imagem, pode descarregar as "rejeitadas" em uma unidade portátil para consideração posterior.

4. Organizar, fazer backup e arquivar

Depois que você tiver revisado e editado as suas fotos, você deve classificá-las, organizando-as em pastas e dando a elas nomes de arquivo significativos para que possam ser encontradas facilmente mais tarde. Se você quiser evitar o processo tedioso de fazer isso manualmente, tem a opção de usar aplicativos como o Adobe Lightroom ou o Apple iPhoto que podem automatizar muito do trabalho.

Claro que você não quer centenas de fotos ocupando espaço no seu computador e possivelmente reduzindo a velocidade do processo, por isso a criação de um backup organizado do seu trabalho é importante para que seja mais fácil encontrar o que você precisar mais tarde.

Nossa regra de backup é simples: 3-2-1. Três cópias, dois locais e uma cópia para trabalho. Como a sua fotografia é o seu meio de vida, ter 2 ou 3 backups em locais diferentes ajudará a garantir que as imagens estejam preservadas. Considere usar vários dispositivos para conter diferentes coleções para facilidade de acesso:

Cartões SD / microSD ou pendrives para quantidades limitadas de dados

Dispositivos desktop, nuvem ou armazenamento NAS para grandes quantidades de armazenamento

Unidades HDD ou SSD portáteis para maiores capacidades

5. Exportando imagens

Ao preparar imagens para a web ou para impressão, você vai precisar de uma maneira de exportá-las. Existem várias maneiras de fazer isso.

  • Para impressão, você pode copiar as suas imagens finais para um pendrive ou para um cartão SD para enviar com facilidade para um estúdio de impressão remoto. Você pode também gravá-las em um DVD ou em um CD. Além disso, alguns fornecedores oferecem um serviço de upload em FTP para entrega por transferência instantânea.
  • Compartilhe as suas imagens em um servidor de nuvem pessoal e convide outras pessoas para compartilhar, ou, se você tiver muitas imagens, pode copiá-as para uma unidade portátil para facilidade de transporte para um local-remoto.
  • Imagens para a web geralmente são mais leves no tamanho e podem ser enviadas por e-mail ou carregadas eletronicamente para um servidor remoto. Seja qual for a maneira escolhida, faça um backup do seu trabalho para o caso de ocorrer alguma coisa errada na transferência ou uma perda ou apagamento acidental do arquivo.

Perguntas frequentes de fotógrafos profissionais